mais menos | | Mais
Diocese de Setúbal

Nomeações Pastorais - Ano Pastoral 2010-2011

PFM | 29/06/2010 05:06
Diocese
Nomeações de D. Gilberto dos Reis, Bispo de Setúbal, para o Ano Pastoral de 2010-2011

 

 

 

P. António de Sousa Oliveira: assume a Capelania da Misericórdia de Almada, e deixa de ser pároco do Laranjeiro/Feijó.

P. António Sérgio Alves Quelhas: deixa a Capelania da Misericórdia de Almada.

P. António Sílvio Couto da Silva: Pároco da Moita, e deixa a Paróquia de Sesimbra e a Capelania da Misericórdia daquela vila.

P. Carlos Filipe Lopes Ramos da Silva: Pároco da Quinta do Anjo, deixando o serviço na Cúria Diocesana e na Capelania da Casa Provincial das Irmãs da Apresentação de Maria, bem como a da Misericórdia de Setúbal.

P. David Tiago da Conceição Caldas: assume por inteiro como Pároco a Paróquia do Castelo de Sesimbra.

P. Francisco José dos Santos Mendes: Pároco do Laranjeiro/Feijó, e deixa de ser Pároco in solidum da Paróquia do Castelo de Sesimbra.

P. João Carlos Mesquita Tavares: segue para estudos em Roma, e deixa a Paróquia da Moita. 

P. João Luís Nunes Janeiro Fernandes Paixão: deixa o serviço de Ecónomo Diocesano, a seu pedido.

P. Jorge Manuel Lages de Almeida: Pároco do Samouco e do Afonsoeiro, e deixa a Paróquia da Quinta do Anjo.

P. José Gil Borja Pinheiro Ribeiro: assume por inteiro como Pároco a Paróquia de Miratejo/Laranjeiro.

P. José Manuel de Morais Salgueiro Teixeira de Abreu: nomeado como Ecónomo Diocesano, acumulando com os outros serviços que desempenha.

P. Manuel José Martins da Silva: Pároco de Sesimbra e Capelão da Misericórdia daquela vila, deixando as Paróquias do Afonsoeiro e do Samouco.

P. Sezinando Luís Felicidade Alberto: a seu pedido, deixa de ser Pároco in solidum da Paróquia de Miratejo/Laranjeiro.

        

Agradeço a todos os que assumem novas funções o zelo demonstrado nos serviços que agora deixam e a disponibilidade para servirem a Igreja de Setúbal em novos serviços, e aproveito para lhes desejar muitas felicidades nas novas missões que assumem.

 A data das mudanças deve ser acordada entre os próprios e o bispo, e deve ser realizada até ao fim de Setembro, com excepção para o Ecónomo Diocesano, que inicia funções no dia 1 de Julho.

Oportunamente se indicará uma ou outra nomeação complementar.

 

28 de Junho de 2010

                        

+ Gilberto, Bispo de Setúbal      

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários