mais menos | | Mais
Padre Casimiro Henriques tomou posse na Paróquia de São Sebastião

São Sebastião: Chegada do novo pároco assinala despedida dos Missionários Claretianos

AFPS | 22/09/2017 06:09
Na Paróquia de São Sebastião, em Setúbal, a tomada de posse do Padre Casimiro Henriques foi marcada pela despedida dos missionários Claretianos. Terminaram, assim, 91 anos de presença em Setúbal e 81 anos de ação pastoral naquela Paróquia da cidade sadina. A par de São Sebastião, o novo prior acumula ainda as funções de quasi-paróco do Imaculado Coração de Maria e reitor da Reitoria de Nossa Senhora da Boa Hora.

Fotografias disponíveis no Facebook da Diocese de Setúbal, clicando aqui.

A tomada de posse do novo pároco de São Sebastião  realizou-se no passado domingo, dia 17 de ssetembro, e contou com a prsença do Bispo de São Tomé, D. Manuel António, também ele missionário do Coração de Maria (Claretiano) e que ali foi pároco há vinte anos atrás. Presente esteve também o Padre Carlos Candeias, Superior Provincial da Congregação dos Missionários Claretianos.

Depois do falecimento do Padre Álvaro Teixeira, o Padre Victor Portugal, anterior pároco, regressou a tempo parcial para São Sebastião, sendo vigário paroquial o Padre António Estevão. Com a chegada do Padre Casimiro Henriques, ambos cessam as suas funções. D. José Ornelas, Bispo de Setúbal, conferiu a tomada de posse ao novo pároco, e sublinhou, na homilia que o sacerdote não é “chefe da comunidade”.

“Precisamos de ser gente de misericórdia. Se é importante para todos, mais ainda para aqueles que presidem à comunidade de forma especial. O Padre tem que entender, antes de mais, o coração do seu Senhor para ser expressão e transparência do Amor de Deus que chega a todos e vai ao encontro de todos”, assinalou.

“Não termina a comunhão, nem a gratidão”

O Bispo diocesano deixou ainda uma palavra de gratidão à presença dos Claretianos naquela comunidade: “Esta mudança pastoral que hoje aqui acontece tem o sabor da transmissão de serviços, mas também de ação de graças à presença dos Missionários Claretianos nesta terra. Celebramos em conjunto uma missão que aqui foi realizada com tanto carinho e dedicação. Termina esta forma de estarem presentes, mas não termina a comunhão nem a gratidão”.

Já nas alocuções finais, D. Manuel António e o Padre Carlos Candeias, dirigiram algumas palavras à comunidade de São Sebastião, assinalando que é na comunidade “fraterna e unida”, onde o espírito do Evangelho se sente e se pratica, e que mesmo à distância, estão juntos na mesma missão de proclamar a Boa Nova à humanidade inteira.

Também o Padre Victor Portugal destacou a sua presença transitória no último ano (apesar de ali ter estado durante oito anos anteriormente) e que dividiu com a função de superior na Casa dos Claretianos em Fátima. “Dou graças a Deus pelo tempo que aqui vivi em comunhão e partilha. Mas ao mesmo tempo, saúdo o novo pároco e agradeço ao Senhor pelo tempo novo que se avizinha, com novas esperança e expectativas”.

No final da Eucaristia, e já no exterior da Igreja, o Bispo de Setúbal e o Superior Provincial dos Claretianos descerraram uma placa comemorativa em reconhecimento e gratidão a estes missionários, pela atividade evangelizadora em Setúbal e pelo trabalho pastoral desenvolvido na comunidade de São Sebastião.

Anabela Sousa

 

Comentários